Peneira Futebol Feminino

Todo brasileiro fã de futebol feminino já sabe que o estado que mais investe na categoria é o estado de São Paulo, o mais rico e populoso do país. Por isso não é nenhuma novidade que dois grandes clubes de lá, o São Paulo FC e o Santos FC, que já investiram anteriormente no futebol feminino, retornem com a modalidade para a temporada 2015.

O time feminino do Santos todo mundo deve se lembrar, o “Sereias da Vila”, como era conhecido, conquistou todos os títulos possíveis entre 2009 e 2012, possuindo na época a equipe dos sonhos, recheada de jogadoras da seleção, tendo inclusive contado com a presença ilustre, por duas ocasiões, da maior estrela do futebol feminino de todos os tempos, Marta, que jogou pelo clube por empréstimo. Infelizmente, o clube acabou com o projeto em 2012, devido a falta de patrocinadores e ao alto salário do atacante Neymar. O próprio jogador tentou ajudar a reativar o time feminino do clube na época, através de patrocinadores pessoais, porém o dinheiro não foi suficiente para que a equipe feminina voltasse a ser formada.

Já o time feminino do São Paulo poucas pessoas lembrarão, pois a equipe feminina foi desativada em 2001. O novo técnico do time será Marcelo Frigério, que comandou o Kindermann ao vice-campeonato Brasileiro, em 2014, e que também foi técnico da seleção da Guiné Equatorial, no Mundial de Futebol Feminino da FIFA, em 2011. Outro destaque para a reabertura da equipe será a presença das ex-jogadoras Sissi e Katia Cilene, que defenderam as cores do São Paulo na década de noventa e foram precursoras do futebol feminino no país, ambas farão parte do atual projeto do São Paulo.

Para a felicidade dos fãs e para a rivalidade no estado de São Paulo ficar completa, só falta o Palmeiras e o Corinthians (time de coração da Marta) anunciarem o retorno de suas equipes femininas. Enquanto isso não ocorre, o Santos e o São Paulo correm contra o tempo para montar suas equipes para disputar o Campeonato Paulista e o Brasileirão Feminino, 2015.

Neste final de semana, o São Paulo faz uma peneira objetivando avaliar atletas para a formação de times de futebol feminino, nas categorias sub 15, 17, 20 e adulta. Para a equipe principal, o time já conta com a meia Ester, que integrou a seleção vice-campeã nas Olimpíadas de Beijing e jogou a Bundesliga na temporada de 2013-14, e a atacante Adriana Costa Tiga, a Tiganinha, que defendeu a seleção da Guiné Equatorial, na Copa do Mundo de 2011. Segundo o treinador da equipe, Marcelo Frigério, o clube está em contato com uma atleta da seleção paraguaia, uma argentina e duas mexicanas (Maribel Domínguez e Charlyn Corral). O técnico ainda sonha com a craque Marta no time e diz que conversará futuramente com o clube e o empresário da jogadora.

Já o Santos, com uma proposta mais modesta, anunciou a contratação de Caio Couto, como treinador da equipe feminina do clube. Couto, ex-técnico da seleção brasileira feminina sub 20, já conta com 16 atletas contratadas. A ideia da diretoria santista é ter um elenco entre 25 e 30 jogadoras para a temporada.

Alline Calandrini

A excelente jogadora Alline Calandrini, mais conhecida como Calan, que já defendeu as cores do Santos e irá novamente defender o “Sereias da Vila”, nos concedeu uma pequena entrevista sobre a volta da equipe feminina do Santos:

WSU: Entre 2009 e 2012, o Santos criou a maior e a mais vitoriosa equipe de futebol feminino do país. Infelizmente, por falta de patrocínios, o então presidente do clube Luis Álvaro acabou com o projeto da modalidade. O atual presidente do Santos, Modesto Roma Jr., está empenhado na volta do “Sereias da Vila”. Como anda o projeto da reconstrução do time e como está sendo a sua volta ao Santos?

Calan: Será um projeto menor comparado anos atrás. O presidente assumiu há pouco tempo. Já tinha esse projeto de voltar as Sereias e voltou. Porém será algo mais “modesto”. Acredito que a força maior vem ano que vem. O que não muda a responsabilidade de sermos campeãs.

Voltar ao Santos tem algo superespecial. Comecei a minha história aqui e pretendo terminar. Vivi anos especiais cheios de triunfos. E que assim seja mais uma vez.

WSU: O técnico Caio Couto foi anunciado hoje como o novo treinador da equipe feminina do Santos. Além de você, alguma outra atleta do elenco do antigo Santos já está acordada com o clube?

Calan: Tem algumas jogadoras do antigo Santos. O Presidente anunciará em breve.

WSU: O São Paulo FC, outro clube de grande expressividade no futebol brasileiro anunciou a criação de uma equipe feminina para este ano. Na sua opinião, qual a importância de clubes como o Santos e o São Paulo manterem equipes femininas para o desenvolvimento do futebol feminino no país?

Calan: É a melhor coisa para o futebol feminino. Quando se trata de clubes, tem paixão e torcida. Se todos os times tivessem a modalidade o cenário seria outro. Que estas equipes olhem o Futebol Feminino de um lado positivo. Que não visem lucro e visem outros benefícios. Que tem e muito. Quando se trata de clube de camisa as TVs se interessam. Se a TV se interessa os patrocinadores se interessam e assim por diante.

Gostaria de agradecer pela entrevista e desejar muito sucesso na volta ao Santos Calan! 

1 Comment
  1. Asa 5 years ago

    Thank you Izzy, Obrigado Izzy

Leave a reply

©2019 WOMEN'S SOCCER UNITED. All rights reserved.

Log in with your credentials

Forgot your details?