Women's Soccer United

Olha , eu até nem tinha mais tocado nessa questão de público, porque nem eu aguentava mais a minha própria ladainha. Mas hoje não tive como ficar indiferente. Bayern de Munich, o poderoso Bayern, a maior instituição esportiva da Alemanha, uma das maiores do planeta, com sua equipe feminina que nunca esteve tão bem, em uma tarde de domingo qualquer de Munique , jogando pela liderança do campeonato jogou para um estádio quase vazio.

Aí todo discurso de que na Europa o futebol feminino tem um tratamento diferenciado, meninas começam desde cedo jogando bola, tem categorias de base, e tem O TÃO ACLAMADO APOIO, cai por terra. Cai por terra em um jogo que envolve o atual campeão europeu, e a instituição esportiva mais forte da Alemanha , com mais da metade das jogadoras que estarão no mundial, disputando a liderança do campeonato nacional mais importante do continente… JOGANDO PARA O CONCRETO FRIO DA ARQUIBANCADA. Reflitam

“Ah , cara , mas porque você se preocupa com isso, lá eles tem campeonato o ano inteiro, as meninas tem oportunidade de jogar , enquanto aqui não tem nada disso, quem dera a gente tivesse metade dos que eles tem”. Simples, porque o parâmetro, o modelo do que é o ‘ideal” É MUITO RUIM. E se aquilo que serve de modelo é ruim, não consegue se mostrar como um bom produto, qual o incentivo que um clube brasileiro tem , quando ele ver que nem onde tem o tal apoio , onde é tido como modelo, tem na ponta final do produto um resultado tão decepcionante? Qual a perspectiva da menina que quer jogar , mas ver que mesmo onde a modalidade é mais avançada ela ainda não consegue dá muita perspectiva?

O produto é ruim? DE FORMA ALGUMA. Que diga o Portland Thorns. Agora , está se pecando na parte final , que é vender o produto. Pessoal é Bayern de Munique. Coloca toda semana 60/70 mil toda semana no seu estádio. não conseguem fazer uma mobilização minima pra ter /4/5 mil pessoas incentivando suas atletas numa tarde de domingo? Pergunto quanto desses 60/70 mil torcedores do Bayern que vão religiosamente a Allianz Arena sabem que o Bayern tem uma equipe feminina?

Não basta ter camisa, não basta ter campeonato,não basta ter gente praticando o esporte se no final se joga para o concreto das arquibancadas. Tem que dá uma resposta na ponta, tem que fazer mais do que o “se vire”. Cabe a gente que gosta da modalidade e usar a rede social , porque hoje tudo está interligado, para apontar essa questão, que tem que ter mais sentimento nessa gestão, no que tange a promoção da modalidade. É preciso refletir e pensar globalmente.

Written by Daniel Lopes (@dnllopes0)

3 Comments
  1. Author
    Izzy 4 years ago

    A impressão que eu tenho é que eles não querem ganhar dinheiro com o futebol feminino nesses países, mas sim fazer o papel social de “igualdade de gêneros”… ser politicamente correto…por isso Bayer, Barcelona, Arsenal e entre outros mantem equipes femininas.

    • Author
      Izzy 4 years ago

      Diferentemente dos EUA, no qual o futebol feminino é um esporte majoritariamente praticado por mulheres, então eles vêem como um possível negocio rentável.

  2. Bruno 4 years ago

    O texto do Daniel foi excelente.

    Vale lembrar que em ligas como a alemã, que já existem há anos e anos, não temos um público tão grande (falando em geral, não apenas em jogos importantes).

    A Suécia vive situação semelhante a alemã.

    Falta algo, que é a massificação, a divulgação dos times femininos pelo mundo, sobretudo os que já possuem times de sucesso na categoria masculina.

Leave a reply

©2019 WOMEN'S SOCCER UNITED. All rights reserved.

Log in with your credentials

Forgot your details?